quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Eu estou a marar!

Ok, eu sei que demorei ERAS a actualizar este blog. Eu sei e assumo a minha culpa. Mas isto anda complicado e a vontade de escrever, por muito boas coisas que me aconteçam, nem sempre é das melhores. Resumindo muito resumidamente os últimos meses:

Férias: Em parte brutais, em parte secantes, mas passaram-se bem.
Euro-tour: A minha fantástica viagem A França, Holanda, Bélgica e Alemanha foi a coisa mais brutal dos últimos tempos.
Início dos treinos: Ahahahahah, a Gym faz-me falta!
Semana de recepção ao caloiro: Ser doutora rula bués. Praxar é do melhor. O meu caloiro bate mal dos cornos xD
Prova na Suíça: Participação no 8th open Zurich Championships Sports Acrobatics foi um sucesso! Esquemas sem falhas e notas bastante boas. 5º lugar, a 7 míseras décimas do 3º.
-------------------------------------------------------------------------------------------


Ora bem, eu estou a marar. E como não tenho nada para fazer - ok, ok, tenho, mas não me apetece - decidi, finalmente, actualizar este coisinho aqui, a que eu, tão amavelmente, chamo de blog. E, como estou à espera que o meu cell-phone decida tocar para eu me aventurar na chuva para ir até ao convívio de Psicologia que há hoje na Sereia, eu acho que nada melhor mesmo que expressar um bocado da minha loucura momentânea por estes lados :D

Primeiro eu ando - sim, outra vez - a bater mal por causa dos vampiros. É, vampiros, leram bem. Não, desta vez não é do Fucking Breaking Dawn nem nada que se pareça. É de um manga brutalíssimo - Vampire Knight - que eu ando a seguir e que já viciei meio mundo - leia-se duas pessoas - nesse mesmo manga! A verdade é que era muito mais interessante se realmente existissem vampiros xD ou se a campanha: "Me joga no sofá e me chama de almofada!" desse resultado! x)

Deixando os vampiros de lado, hoje passei por um género de ex meu enquanto passeava com a Emile no Fórum. Foi, digamos, bonito. Especialmente porque ele estava acompanhado pela sua actual e não tirava os olhos de cima de mim. Eu acho que ele até me teria vindo falar se eu não estivesse com a Emile - o que teria sido a comédia do século -, mas sei lá, homens têm problemas. De qualquer forma foi bonito de ver xD O meu ego volto a ir para o espaço com a cara de babado dele. Já me tinham dito que a minha blusa nova me fazia ficar "toda boa" mas hoje confirmou-se - a fazer planos para comprar outra blusa do mesmo tipo - :D (Yeah, eu tenho problemas!)

Eu acho que deveria parar de escrever neste post, porque a Sofia reclamou do tamanho deles. Eu não tenho culpa de gostar de escrever e de ter a capacidade de narrar coisas mais importantes (e menos nojentas!) que o último ponto que caiu da gengiva xD Mas que posso eu fazer se existe gente que lê o que eu escrevo até ao fim? Essa gente faz-me sentir bem :D I love you all, my dears!!

Vibrou!! O meu cell vibrou!! MUAHAHAHAHAHAHAHAH acho que vou sair xD Enfim, hei-de voltar a actualizar isto daqui a uns dias x)

Fui ;*
Just

terça-feira, 29 de julho de 2008

Fucking Breaking Dawn!

AVISO: Este post está interdito a menores de 18 anos por: Má linguagem; ideias homicidas e psicopatas; má conduta; e mais uma porrada de outras merdas que não são próprias e eu, muito inocentemente, não quero chocar ninguém. Relembro também, aos meus familiares que lerem isto, que eu tenho 19 anos, sou maior de idade e tenho direito a voto, portanto, não me censurem pela linguagem de baixo nível nada usual em mim, mas eu estou, realmente, muito, MUITO, fodida com esta merda!

AVISO 2: O post que se segue contém spoilers (informações) de Breaking Dawn - 4º e último livro da saga Twilight de Stephenie Meyer.

-----------------------------------------------------
Pedido de desculpas: Este blog não tem sido actualizado simplesmente porque a) em época de aulas eu andei super atarefada e não consegui ter tempo nenhum para escrever e b) em época de férias não acontecia nada de especial e não me apetecia escrever sobre coisas que já haviam acontecido anteriormente.

Portanto, um pequeno resumo do que se passou na minha *coffantásticacof* vida desde 20 de Abril.

º Queima das Fitas 2008 - Finalmente trajei :D E nós (as caloiras de A&D mais sexys ever e o nosso gajo favorito - Micaeeeeel ;P) ficamos verdadeiramente sexys de traje ^^ Sem falar que esta semana foi para morrer , mais o facto que fizemos muita merdinha xD

º Campeonato Nacional de AG - Vice Campeãs Nacionais - Fuck, we’re damn good :D

º Fim do semestre - Uh hu, querem a minha média fantástica?! Ou pelo menos fazer as cadeiras todas na passada como moi fez? *

º Início das férias - Eu amo os meus irmãos, a Maria e a baka da Ju :D ***
------------------------------------------------------

Como alguns de vocês, meus adorados leitores, sabem, eu sou louca e viciada em livros que muitos podem achar idiotas, mas que são verdadeiramente cativantes por algum motivo. Fui louca por Harry Potter e orgulho-me de ter estado mais de três horas na fila de espera na noite do lançamento do livro, orgulho-me de ter seguido a série por anos, orgulho-me de ser das pessoas que diz: "OS OLHOS DO POTTAH SÃO VERDES, MERLIN, NÃO AZUIS!", orgulho-me de ser fan da JK-Killer-Rowling e orgulho-me de dizer que Deathly Hallows (o último livro da série) foi, realmente, fascinante e que ela me conseguiu surpreender pela positiva, mesmo com as suas invenções loucas e com a quantidade exagerada de mortes que ela arranjou.

Segui a série "Quatro amigas e um par de calças" desde o meu oitavo ano (ou seja, desde há 6 anos) e orgulho-me disso mesmo que os meus irmãos gozem comigo quando eu os obrigo a virem comigo ao DV (shopping) para ir comprar o último livro. Segui uma série intitulada "Alice" que ainda não terminou, a serie "Filhas da Lua" que deixou de ser publicada em Portugal - ou então a editora anda a gozar connosco - e mais uma quantidade de séries de adolescente ou de fantasia que eu não me envergonho nada de as ler!

E, acreditem, em todas estas séries de livros houve, obviamente, coisas que me decepcionaram. Mas nada, NADA, me deixou tão frustrada e irritada como o que eu tenho andado a ler sobre Breaking Dawn nos últimos dias.
O livro tem o seu lançamento marcado (nos USA) para este sábado, dia 2, mas, como é mais que normal num livro que é continuação de bestsellers, os fans andam loucos por spoilers e qualquer coisa que se encontre sobre o livro é um verdadeiro achado. Eu tenho andado pelo submundo (aka comunidades de LiveJournal) a vasculhar qualquer coisa que seja sobre o livro e encontrei uma rapariga que afirma que a irmã dela comprou o livro numa loja de um aeroporto no Texas. Ok, é normal que o livro tenha sido posto à venda antes do tempo em algumas lojas - aconteceu o mesmo com HP. O problema é o que essa rapariga (chamemos-lhe Lala) tem estado a divulgar sobre o livro. E, poir, isto foi confirmado ou uma outra comm de LJ que nada tem a ver com a comm onde a Lala postou estas informações.

Segundo Lala, ela obrigou a irmã a ler-lhe o epílogo do livro antes da rapariga entrar no avião e, após isso, ela postou um resumo do epílogo numa das comm onde eu vasculho. E aqui começa o meu (e o de um bilião de fans) pior pesadelo.

"well, the epilogue is called "HAPPILY EVER AFTER" and starts on page 742"
Ok... que pessoa, na sua sã sanidade mental, chama ao epílogo de um livro de "Felizes para sempre?" Isto não é uma história da Disney!

"it appears that everyone is at the cullen house, with a bunch of foreign vampires like an amazonian tribe and an irish coven oh and the denalis, chattin bout how they BEAT UP THE VOLTURI! carlisle is talkin bout how he’s prepared to fight them again should they ever try, bc t
they went to far and blah blah blah... jacob is there, obviously still alive, and they talk about how the wolves were the biggest reason the volturi backed down"

Certo... uma cambada enorme de Vampiros em Forks... o que aconteceu ao pacto? O que é que o Jake faz feliz da vida entre eles todos? Lobos e vamps não se dão, os cheiros são insuportáveis, eles não se aguentam!! E, damn, eu até curtia os Volturi!

"bella has obviously become a vampire BUT NOT BEFORE SHE GAVE BIRTH TO A CHILD..."
WHAT THE FUCK?????????

"EDWARDS CHILD WHO IS HALF VAMPIRE AND NAMED NESSI AND APPARENTLY VERY CUTE."
Duas coisas: 1º - OS VAMPIROS NÃO PODEM TER FILHOS, BITCH!! A Meyer confirmou isso no site dela!!
2º - Nessi? NESSI?? BAHAHAHAHAHAH, Ok, a filha do Edward é o monstro de Loch Ness xD

"bella’s special power that really saved their asses was she has like a love shield (omg lily potter wut) and alice, jasper, esme, and carlisle and edward are all just fine."
Isso é plágio!! A Lily Evans Potter é que tinha esse poder!! E onde é que está a ligação à mente que todos esperavam? O que é que isso tem a ver com o facto de ninguém aceder à mente da Bella? Sami, dear, tu sempre tiveste razão, a Bella devia ter um tumor no cérebro! É a única explicação!

"JACOB IMPRINTED ON BELLA’S DAUGHTER LOLZ WHO IS HALF VAMPIRE BUT JACOB DOESN’T CARE"
DESCULPAAAAAAA??????????????? O JAKE O QUÊ??? Ok, ok, *respira, Jay, respira*

ISTO É UMA PALHAÇADA AUTÊNTICA, CARALHO!! Como é que pode ser possível? Não pode, simplesmente. Tudo isto vai contra todas as afirmações que a Meyer fez no site dela e em entrevistas. Os vampiros não podem ter filhos, eles não têm qualquer tipo de fluidos no corpo com a excepção do veneno que os faz transformar os humanos em outros vampiros e, que eu saiba, veneno não é esperma! (*imagem mental* EEEWWWWW, QUE NOJO!)

AH NÃO, ESPEREM, JÁ SEI: A BELLA É A NOVA VIRGEM MARIA!

Eu estou furiosamente frustrada. A Meyer conseguiu arruinar uma saga de bestsellers! Eu juro que se isto for realmente verdade, eu AMARIA fazer o troque do lápis que o Joker faz em ‘The Dark Knight’ com ela UM MILHÃO DE VEZES para que ela aprendesse a NÃO ESCREVER FINAIS DIGNOS DE FICS TRASH!

A sério, até a minha fic de Twi - que, aqueles que a seguem, sabem que é totalmente irreal e que não tem grande cabimento no cannon - é MIL VEZES MELHOR que esta merda. E, recordo, é apenas uma fic. Bem, se formos por estes termos, até a Beauty of the Beast da Giu é mais cannon que isto! E olha que a fic é slash crossover!

Isto arrasa por completo todas as expectativas em relação ao livro. Por meses que eu, e mais de bilião de fans, desejamos o livro, o culminar da história, o fim da fantástica aventura que é Twilight. E, taram!, é com isto que levamos.

Meyer, se isto tudo for, realmente, verdade e se este for mesmo o resumo do epílogo de Breaking Dawn, eu tenho uma coisa a dizer: "FUCK YOU, YOU FUCKEN BITCH!"

Fui ;*
Just

domingo, 20 de abril de 2008

Prova qualificativa para o Nacional de AG

Existem duas formas para um par/grupo se apurar para o nacional de AG. A primeira - e mais desejada - é o apuramento directo no distrital, ou seja, quando um grupo (sénior) consegue ter uma soma de 49 pontos nos dois esquemas no distrital, isso significa que, independentemente da sua classificação, esse grupo tem participação garantida no nacional. Contudo, ter 49 de soma nos dois esquemas não é tarefa fácil e, com o meu trio lesionado, isto foi-me impossível de concretizar. Por isso, apenas me restava a outra alternativa: a prova qualificativa.

Dias depois do distrital, saiu na net a circular de prova e a informação de quantos trios estavam inscritos para a prova e, desses, quantos passavam. Portanto, dois trios tinham tido apuramento directo, quatro trios iam à qualificativa e, desses quatro, três deles - o pódio - passavam ao nacional. Isto era o que estava escrito no site oficial da FPTDA (Federação Portuguesa de Trampolins e Desportos Acrobáticos).

Durante as quatro semanas que separaram o distrital da qualificativa, eu só pensava em melhorar o esquema e ter mais dificuldade naquilo que fazíamos, tendo sempre em mente a lesão da minha volante. Escusado será dizer que, na última semana, os nervos estavam a tomar conta de mim. Mas eu simplesmente não podia deixar que isso se notasse, especialmente nos treinos. A minha intermédia andava pessimista e a minha volante receosa. Se eu, que aparentava confiança e descontracção - que tenho a certeza que estavam a irritar a Carla - deixasse escapar o meu nervosismo, de certo que o clima no trio seria comparável ao de um filme de terror.

Por isso, mesmo estando a morrer de nervos, eu lá consegui pôr um sorriso na cara e um ar confiante e, sábado de madrugada - ou seja, ontem - lá sai eu de casa, em direcção à casa da Carla para, de lá, seguirmos até ao estádio, local de encontro para sair para a Maia. Pessoal todo junto, divisões para as duas carrinhas feitas e siga para o norte.

Na carrinha, o clima de loucura e as altas gargalhadas eram, a meu ver, uma forma de esconder os nervos. Discussões por causa dos ganchos, da maquilhagem e das purpurinas - mon dieu, eu parecia o Edward Cullen quando exposto ao sol de tão brilhante que estava - lá conseguimos ter uma aparência minimamente para a prova. Após vários berros do tipo "ESTAMOS ATRASADAS, VASCO VAI MAIS DEPRESSA!" chegámos ao pavilhão mesmo em cima da hora para o período de aquecimento.

Depois de aquecer articulações e individuais de equilíbrio, fomos até ao praticável para aquecer as séries de mortais. Pedi à Carla para ficar ao lado enquanto eu fazia o meu primeiro mortal atrás do dia. Mas, como o praticável da prova salta quase o triplo do nosso, o meu mortal (4/4) passou a 5/4 e eu saí disparada para fora do praticável, batendo com o rabo no chão, mesmo ao lado da mesa de juízes. Isto começava bem.

Aquecimento feito, fomos dar os últimos retoques ao penteado e à maquilhagem, sempre atentas para ver quando eram os outros três trios - nós éramos as últimas a fazer esquema. Depois de várias gargalhadas nervosas devido aos comentários do JP, corpo direito, queixo para cima e vamos para prova. Apresentações, posição inicial, começa música e, com ela, começa esquema. Primeiro dinâmico: Duplo mortal à frente de estafa. A minha volante tremia como eu nunca vi e, pior, ela fez duplo sem sequer flectir as pernas.

No fim do esquema, estávamos realmente satisfeitas. As coisas tinham saído todas, a artística foi bastante boa e, quando o rank dos primeiros esquemas saíram, estávamos em primeiro. Portanto, metade dos nervos já tinham ido embora, mas agora faltava o esquema de equilíbrio que é onde se costuma errar menos. E nós tínhamos duas posições de risco, uma das quais falhou no aquecimento antes da prova.

Estávamos no praticável de aquecimento à conversa com o JP sobre a prova quando eu me lembrei de confirmar que eram os trios do pódio que passavam ao nacional. Contudo o JP apenas olhou para mim de lado e disse que falamos disso depois da prova. Eu pensei que era para não agoirar, já que tínhamos o primeiro lugar ao nosso alcance. Não liguei e fomos apresentar equilíbrio.

Primeira posição... feita. Sai asneira na coreografia seguinte. Série e segunda posição - o pino da Rita. Ela sobe para pino e marca. Um segunda, dois, três, descida para stalder, a posição estava feita! "Eu amo a tua volante!" foi o que disse à Carla quando a Rita estava em stalder. Descemos da posição, fizemos a coreografia, os individuais, mais uma asneira na coreografia, a posição final, a última coreografia e estava acabado.

Saímos do praticável, apresentámos aos juízes, satisfeitas e sorridente por ter corrido tão bem. Chegámos ao pé do JP e, então, ele resolve dizer-me que: "Eles enganaram-se nas contas para os apurados. Andaram a distribuir folhetos hoje de manhã a explicar quem é que passava e, dos trios, apenas o primeiro lugar passa!" Eu entrei em pânico ao ouvir isto. A prova estava feita, os notas prestes a serem lançadas e eu sabia que tinha feito asneira nos dois esquemas. Asneiras essas que naquele momento não podia remediar. E se elas nos custassem a prova? E se aquelas pequenas coisas em que não pensei durante o esquema fossem o que nos arrastaria para fora da época?

Mãos dadas, braços sobre os ombros e as cinturas umas das outras. Bastava-nos 22 pontos para o apuramento. Começam a sair as notas de artística e execução. Acreditem, se eu fosse religiosa, eu estaria a rezar naquele momento. E sai, finalmente, as notas finais. Vinte e três pontos de esquema de equilíbrio, quarenta a cinco de final, Rank: 1. Nós gritámos, sorrimos, abraçámo-nos, e só não houve lágrimas porque a adrenalina e os nervos não mo permitiram. O pódio era nosso, o campeonato nacional estava de portas abertas para nós.

Prova terminada, desfile de atletas, e somos chamadas ao pódio. Eu estava tão incrivelmente feliz que não consegui deixar de sorrir enquanto as ginastas do segundo e terceiro lugar nos cumprimentaram, nem quando a juíza chefe de painel nos entregou as medalhas. A minha primeira medalha da FPTDA por trio era ouro! Não podia estar mais feliz, satisfeita e orgulhosa de mim e do meu trio maravilhoso e perfeito.

No balneário as gargallhadas de alívio eram mais que muitas. Relembrar as asneiras e começar a pensar já no que fazer para o nacional. São cinco semanas de preparação e pelo meio temos a bela da queima das fitas. O que significa que, dessas cinco semanas, uma pré-prova e outra é ressaca todo o santo dia. Vai ser bonito, vais.

Nacional, espera por nós, carai!! :D

Just

sábado, 12 de abril de 2008

B-day and Party!


Disclamir: Além do post ser enorme - o maior desde o início do blog - Ele contém, mais uma vez, cenas que são impróprias para menos de 18 anos, devido a comportamentos loucos e que não devem servir de exemplo a ninguém. Enjoy xD
-----------------------------------------------------
Esta semana foi a loucura total. Eu esperei para postar isto hoje porque queria inserir neste texto a noite de quinta-feira. Como vários de vós devem saber, eu fiz anos no dia 7 - OMG, estou a ficar velha! Começando:

Domingo, 6 de Abril, 23h45. Estava eu muito bem e feliz a escrever uma das minhas fics, a ouvir música alta e à conversa no msn quando, subitamente, tocou o meu telemóvel (Cell-phone ;P). Olhei para o visor e vi "Sofia". Pensei, "Porque raios me está ela a ligar a esta hora? Não me vai dar os parabéns antes da meia noite, eu juro que lhe bato!" Atendi.

- "Vem à janela!" disse-me.

Colei. Corri até à janela e, assim que a abro, vejo a doida da Sofia com a doida da Mica paradas à porta de minha casa. "Isto não é normal!" pensei. Desmanchei-me a rir e desci para lhes ir abrir a porta. Entretanto, elas convenceram-me a ir dar uma volta e ir beber café a qualquer lado. Mudei de roupa e apressei-me a sair de casa. Assim que chegámos à rua, aquelas loucas começam aos berros a cantar os parabéns - era meia-noite certa.
Vocês não existem!! xD

Seguimos caminho pela Sá da Bandeira a cima, sempre à conversa e sempre a rir feitas loucas, super divertidas naquela nossa "girls-night" improvisada. E este foi apenas o meu primeiro presente. Estávamos perto do ‘Boggati’ - que se encontrava fechado - quando a minha melhor amiga me manda sms a dar os parabéns e a dizer que: "O meu pai diz que, se as coisas forem bem combinadas, podemos ir para Itália no Verão!" Eu fiquei tão louca, tão eufórica, tão feliz quando li aquilo. Passar uma semana de férias em Itália, com as duas melhores amigas do coração é, simplesmente, MARAVILHOSO. Juro, eu nunca pensei que pudesse receber melhor presente que este.

Acabámos por ir comer qualquer coisa ao Cartola onde estivemos à conversa até perto da 1h30. Regressamos para minha casa logo depois, sempre com conversas doidas e maluqueira à mistura - eu tenho fotografias em cima de um pino perto do mercado. Claro que a minha noite foi cinco estrelas graças a estas duas meninas - Eu adoro-vos, pa!

Contudo, no dia seguinte acordei com uma sms de parabéns da minha irmã de coração - vocês sabem, ‘aquela’ amiga que conheço desde que nasci, com quem cresci e passei inúmeros momentos. Agradeci, satisfeita por ela - como sempre - se ter lembrado do meu aniversário e perguntei como ela estava. Foi nesse momento que eu recebi o maior choque e o melhor presente que me podiam ter dado. A sério, eu fiquei totalmente perdida e boquiaberta quando, ao abrir a mensagem - enquanto dançava e cantava uma música da Disney - de deparo com a seguinte frase:

"Vais ser tia!"

Eu fiquei estática, de pé, com um joelho apoiado na borda da cama, a música ainda alta e semi despida (estava a trocar de roupa para sair), a olhar para o telemóvel com a maior cara de parva que vocês possam imaginar. Tia... eu vou ser tia de uma menina que vai nascer para a segunda semana de Agosto. Vocês não têm noção do quão feliz eu fiquei com esta notícia.
Almoço com a Emile e aula de Design ao fim da tarde. Jantar com a Cati e a Cici. Foi perfeito o nosso jantar. Eu estava com tantas saudades da Ci, há meses que eu não a via, e estar a jantar com ela e com a Cati, quando antes tínhamos estado de volta das fotografias do nosso 6º ano (ou seja, há 7 anos atrás) - como nós éramos, Merlin!! - foi realmente maravilhoso. Cheguei a casa super feliz e satisfeita com o dia de anos.

Claro que a menina Sofia não podia me deixar "escapar" a fazer um jantar de anos e, já que iria haver convívio do meu curso na quinta - dia 10 -, nós aproveitámos para fazer o jantar nesse dia (detalhe: foi em casa da Sofia). Então, nós, como meninas bem comportadas que somos, fomos às compras para o jantar. Sete frangos e um garrafão de vinho para fazer sangria. Chegadas a casa, começamos a tratar da bebida, esperando que aquilo ficasse "bebível".

Sangria feita e convidados na mesa, começou os brindes e, com eles, o descalabro total. Depois de ter bebido quatro copos de sangria, houve uma certa alma inteligente que se lembrou de ir buscar poncha - bebida da Madeira que tem grande teor alcoólico - e de me pôr a beber aquilo a penalti. Resultado, ainda não tinha saído de casa e já estava a ver tudo à roda. Foi quando começaram as conversas giras. De alguma maneira que eu desconheço, eu dei por mim no corredor da casa da Sof a falar com a Mica, com o Filipe e com o Sixty-nine e a fazer de tudo para conseguir que eles se beijassem. Claro que, estando eles num estado mais sóbrio que eu, a única coisa que consegui foi ver o Filipe ir a correr à cozinha e espetar um beijo ao Carlo. Eu juro que não me lembro porque raios é que ele fez aquilo. Claro que, enquanto eu estava na cozinha, o Sixty-nine apareceu (ou já lá estava, não tenho certezas de nada) e, por algum motivo que eu desconheço, ele pegou-me ao colo e virou-me de cabeça para baixo, o que me deixou deveras tonta. (J, tu ias-me matando! xD)

Claro que, antes de sairmos de casa, eu ainda consegui dar um beijo à Mica - não sei, não me lembro, não perguntem. Metemo-nos no elevador (eu, a Mica e o Filipe) e fomos até à rua. Lá em baixo, a conversa dos beijos continuava e, de alguma forma, eu apenas me lembro de agarrar o Filipe, dar-lhe um beijo e ter a mão da Mica no meu pescoço a empurrar-me para longe dele. O que me espantou foi que, logo em seguida, apareceu a Sofia e devido ao conteúdo da nossa conversa, eu apenas a sinto a virar-me a cara e a espetar-me um beijo também. Bonito, três beijos a três pessoas diferentes em menos de vinte minutos.

Seguimos caminho pelo DV em direcção ao club de Rugby, onde iria ser o nosso convívio. Chegámos lá e aquilo ainda estava às moscas. Resolvemos, então, que iríamos até ao Carlota beber um fino enquanto esperávamos que aquilo ficasse com mais gente. No Cartola, eu mandei uma sms à Cati para ver onde ela andava e a informar que eu já tinha demasiado álcool a correr-me nas veias. Foi nessa altura que eu fui parar a um pequeno café do outro lado da rua. Estava lá com a Mica, com o Filipe e a namorada dele, com o Dani, o Sixty-nine e o Carlo (pelo menos que eu me lembre). Foi quando o Carlo me meteu um copo de favaítos para a mão e a Cati apareceu - oh mulher, tu ficas histérica com cerveja a mais xD.

Foi por volta desta altura que a Sofia pediu ao Sixty-nine para tomar conta de mim, enquanto ela estava de volta da Mica. Então, eu, a Cati e o Sixty-nine, descemos a Sá da Bandeira em direcção ao bar dos shots. Íamos deixar lá a Cati e cumprimentar alguém. Eu tenho-vos a dizer que eu devia estar mesmo muito bêbeda, porque eu desci e voltei a subir a Sá da Bandeira - aquela rua é enorme! - sem sequer reclamar, o que, no meu estado normal, teria sido a primeira coisa a fazer. Portanto, rua acima com conversas que eu tenho a leve sensação de terem sido meias doidas - mas só uma leve sensação -, e lá chegámos ao club de Rugby, onde o resto do pessoal se encontrava.

Bem, no Rugby eu fiquei a par de conversas e apostas loucas e sem sentido que elas tinham inventado. Fiquei também a saber que a insanidade tinha-se apoderado das minhas amigas que elas estavam, simplesmente, doidas! Depois disso - e eu tenho uma branca neste espaço de tempo - eu dei por mim, sozinha com o Sixty-nine, no bar do club de Rugby, enquanto ele pedia dois finos (aquilo eram finos, J?) e me puxava para não me perder enquanto ele ia falar com o padrinho dele.

Desconheço como é que ele me tirou de dentro do Rugby e, a memória seguinte que eu tenho, é de estar a conversa com a Sofia, a Mica e a Rhodes e, subitamente, uma delas (ou eu, sei lá!) virar-se e dizer: "vamos dar um beijo a quatro!" Resultado, a bebida fazia-nos pensar nessa sugestão como algo perfeitamente plausível, portanto, demos um beijo a quatro ali, no meio da rua, ao lado das Amarelas. Mais um espaço em branco na minha mente e estávamos todos no Noites Longas - um bar de "música pesada". Eu não sei o que fiz ou bebi por lá, não me lembro de nadaaaaa! A única coisa que me lembro depois disso, foi de estar a atirar-me para cima da cama em casa da Sof e de mudar de roupa em frente a dois gajos (bendita seja a minha mania de não tirar a roupa interior quando estou alcoolizada!).

Adormeci.

Manhã seguinte vieram as memórias, as conversas, as revelações da noite e as gargalhadas doidas por conta de tudo o que fizemos. Para resumir, concluímos que estávamos felizes e que foi uma noite excelente. Divertimo-nos imenso e, apesar dos pequenos contras, a noite foi 5 estrelas. Só posso dizer que realmente adorei, mesmo com todas as minhas nóias e implicâncias, e que na queima - Vinte dias!! - vai ser a puta da loucura total.

E, sem esquecer, claro:
J, obrigada por tomares conta de mim e por me teres aturado no lindo estado em que eu me encontrava, por não me deixares fazer asneira e por seres um gajo mesmo muito fixe que, mesmo com álcool no sangue, ainda sabe minimamente o que faz. Eu acho que tens de me contar tudo o que eu andei a fazer e o que eu te disse porque eu não me lembro de quase nada.
Really, obrigada, dear ^^

Just

domingo, 23 de março de 2008

Tirem-me daqui!!

Disclamir: Esta mensagem era para ter sido postada ontem, mas a net pré-histórica não mo permitiu.
----------------------------------
Mais uma vez, estou atrasada neste post. Deveria ter escrito esta primeira parte no domingo passado, mas o cansaço físico e psicológico não mo permitiu. Não escrevi durante a semana porque não andava com disposição para isto, mas agora - que estou enclausurada no meio de nenhures - decidi dedicar o meu tempo a este post.

Portanto, domingo passado, dia 16 de Março, o fantástico e maravilhoso trio sénior (aka CER) da Académica de Coimbra, ganhou o distrital de Acrobática. Depois de complicadas lesões, semanas sem treinar, stress pré-prova e discussões quanto às figuras que iríamos apresentar, nós conseguimos o nosso objectivo: ouro no distrital + apuramento para as qualificativas do nacional.

Tivemos falhas "graves" nos dois esquemas, falhas essas que nos poderiam ter custado caro caso esta fosse uma competição a nível nacional. Mas nós não podíamos pedir mais do que conseguimos. O facto de termos ido apresentar esquemas de dificuldade 7,60 a uma prova onde todos os riscos eram cortados e onde fizemos de tudo para ter esquemas onde os pés da nossa volante não tocassem no solo (a Rititi está com uma doença nos calcanhares que lhe provoca dolorosas lesões nos ossos), é uma verdadeira vitória. Com todos os ginastas da AAC medalhados e com a equipa sénior apurada para as qualificativas, os sorrisos de alívio e satisfação eram visíveis em todos nós.

Carla e Rita, eu adoro-vos muito ;*

Deixemos a Acro de lado e vamos, agora ao título do post. Vocês sabem aqueles sítios que vocês odeiam? Mas que odeiam mesmo muito, não importa o que as outras pessoas vos dizem deles, não importa se é um sótão escuro, a casa de uma tia ou uma cidade para onde alguém da vossa família gostava de ir? Pois é, eu estou enclausurada nesse sítio!

Uma aldeia onde toda a gente conhece toda a gente, onde qualquer coisa nova é a ‘fofoca’ da semana, onde não podemos sair à rua que já temos inúmeros olhares em cima de nós e várias pessoas de boca escancarada ao perceberem que "aquela é a neta do Alexandre e da Celeste!". É um verdadeiro inferno! Principalmente se vocês detestarem realmente ter de ser o centro das atenções e ficarem todo o santo dia trancados em casa. Nem é mau, pelo menos a televisão tem Cabo. O pior são as duas horas para conseguir connectar a net e o maldito frio.

Frio, sim, frio. Dia 22 de MARÇO, em plena PRIMAVERA, eu estou neste exacto momento sentada ao sofá com o pc no colo ao lado da lareira! Sim, lareira, fogo, calor! Por isso imaginem o frio que aqui não faz. E, se o frio já não bastava para me deixar irritada, a minha adorava avó teimou que eu estou "magra que nem um cão vagabundo!" e está farta de fazer quilos de comida e doces deliciosos que só ela sabe fazer. O problema? ISTO ENGORDA!!!

Ok, respirar fundo. Temos de pensar no lado positivo de estar tranquificada neste lugar medonho. Vejamos....
...

Não encontro lado positivo!

ALGUÉM SE IMPORTA DE ME TIRAR DAQUI?

E agora a minha net não liga! Ainda quero saber como vou postar isto no Roll the Dice! Enfim... Isto é realmente o fim do mundo. Eu ODEIO redondamente estar aqui. Digam o que disserem, não me interessa. O ar puro e o contacto com a natureza não conseguem, de maneira nenhuma, fazer-me simpatizar com isto! sou uma mulher da cidade, sempre fui. Posso gostar de natureza, mas como apreciá-la se não posso dar um passo sem as cabras das velhas cuscas andarem de olho atrás de mim. Sinceramente!! Se me visto de calças, sou travesti, se visto saia, sou puta, se não lhes falo, sou anti-social e mal educada, se falo, sou uma falsa e uma sínica!

Damn it!

EU ODEIO ISTO!! \m/